segunda-feira, 21 de maio de 2018

14ª EDIÇÃO NATIVUS CUMBE 2018: DIA 24 DE JUNHO

Realizado desde o ano de 2005 em Euclides da Cunha durante as festividades juninas, o Nativus do Cumbe 2018 já tem data confirmada: 23 de junho (sábado). Em sua 14ª edição, o maior pé de serra andante, como é intitulado, deverá reunir, como já é tradição, moradores da cidade e visitantes, movidos pela energia contagiante do evento.

O kit contendo a caneca e o chapéu de palha será vendido no próprio dia a R$30,00 e casadinha R$50,00. Como manda a tradição, quem segue o cortejo do Nativus do Cumbe pelas ruas da cidade, embalado ao som de muito arrasta pé, deve ir caracterizado de caipira. O licor é gratuito para quem adquire o kit e a alegria garantida para todos que participam. A saída está prevista para as 18h.
 
Este ano, quem já mandou um recado convidando a todos para o evento foi Jotinha Gonzaga, sobrinho de Luiz Gonzada. “Alô Euclides da Cunha, quero convidar todos para o maior pé de serra andante do sertão, Nativus do Cumbe, que este ano completa 14 anos. Conto com todos você lá”, disse o forrozeiro em vídeo publicado na página oficial do Nativus. Do Resenha Local.

BAHIATURSA: R$ 20 A R$ 100 MIL POR PREFEITURA

A Bahiatursa, empresa pública ligada à Secretaria de Turismo da Bahia, está com inscrições abertas para convênios para as festas juninas deste ano de 2018. De acordo com o presidente da entidade, Diogo Medrado, as prefeituras deverão estar adimplentes com o estado para pleitearem recursos públicos.
"O governo lançou na semana passada o edital de convênios do dia 19 até o dia 29 de maio. As inscrições podem ser feitas para convênios de R$ 20 mil até R$ 100 mil", disse Diogo Medrado durante ato de inauguração da ampliação do Hospital Prado Valadares, em Jequié, na manhã de segunda-feira, 21 de julho 2018. Informações do Bocão News

MINISTRO NEGA ABONO PRECATÓRIOS FUNDEF

O Ministro Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, proferiu decisão em 15 de maio 2018 negando pedido do SINTEPP (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará) para que fossem afastados os efeitos de decisão do Tribunal de Contas da União (Acórdão 1.824/2017). Fica mantido o entendimento de que os recursos oriundos dos precatórios do extinto FUNDEF não se submetem à chamada“subvinculação”. 

Pretendia o sindicato que 60% (sessenta por cento) dos valores a serem recebidos por Estados e Municípios fossem transferidos diretamente para os professores por meio do pagamento de abono, como muitos outros sindicatos espalhados pelos municípios do Brasil. Do 180graus.com